logo.png
gap_horizontal.png

A OLDS GARAGE USA COMO MEIO DE IMPRESSÃO A SERIGRAFIA E A SUBLIMAÇÃO, SAIBA MAIS SOBRE OS PROCESSOS ABAIXO:

 

 

SERIGRAFIA:

Serigrafia, silk-screen ou impressão a tela é um processo de impressão de texto ou figura (gravura planográfica) em uma superfície, no qual a tinta é vazada, pela pressão de um rodo ou espátula, através de uma tela preparada. A serigrafia caracteriza-se como um dos processos da gravura, determinado de "gravura planográfica". Sem realização de cortes ou sulcos para retirada de matéria da matriz, sendo processo feito no plano, ou seja, na superfície da tela serigráfica que é sensibilizada por processos fotosensibilizantes e químicos. 
 A tela preparada (matriz serigráfica), normalmente de poliéster ou nylon, é esticada em um (quadro) de madeira, alumínio ou aço. Em seguida a tela de nylon é pintada com uma emulsão fotossensível e posteriormente, colocada sobre um fotolito (contendo em cor preta o texto ou figura a ser impresso) em uma mesa de luz. Os pontos escuros do fotolito correspondem aos locais que ficarão vazados na tela, permitindo a passagem da tinta pela trama do tecido, e os pontos claros (onde a luz passará pelo fotolito atingindo a emulsão) são impermeabilizados pelo endurecimento da emulsão fotossensível que foi exposta a luz.
 É possível imprimir em variados tipos de: materiais (papel, plástico, borracha, madeira, vidro, tecido, etc.), superfícies (cilíndrica, esférica, irregular, clara, escura, opaca, brilhante, etc.), espessuras ou tamanhos, com diversos tipos de tintas ou cores. De forma mecânica (por pessoas) ou automatizada (por máquinas).
 O termo serigrafia (serigraph, em inglês) é creditado a Anthony Velonis, que influenciado por Carl Zigrosser, crítico, editor e nos anos 1940, curador de gravuras do Philadelphia Museum of Art, propôs a palavra serigraph (em inglês), do grego sericos (seda), e graphos (escrever), para modificar os aspectos comerciais associados ao processo, distinguindo o trabalho de criação realizado por um artista de um trabalho de uso comercial, industrial ou reprodutivo.
Velonis também escreveu um livro em 1939, intitulado Silk Screen Technique (New York: Creative Crafts Press, 1939) que foi usado como manual para divisões de posteres. Orientando os artistas da FAP sobre a técnica da serigrafia
 

SUBLIMAÇÃO:

Sublimação transfere para superfícies como a porcelana, vidro, cerâmica, dentre outros materiais, uma imagem ou arte gráfica a sua escolha. Por essa característica de transferir conteúdo a objetos específicos, a sublimação também é chamada de transfer.
A tinta utilizada neste processo é diferenciada, chamada tinta sublimática. Usando-se de uma prensa térmica, a imagem gravada no papel transfere o conteúdo da arte para o objeto em questão. Vale ressaltarmos aqui que o que mantém o objeto com a gravação é também a aplicação de uma resina de proteção, que garante a qualidade e durabilidade da gravação do conteúdo.
A sublimação é também responsável pela personalização de camisetas. Neste processo não é necessário o uso de resinas, mas é necessário o cuidado de se utilizar tecidos com componentes sintéticos, evitando tecidos com propriedade de 100% algodão, sem visco elástico ou malha na composição, que são os ideais para tal processo.  
Existem hoje empresas especializadas neste tipo de impressão, produtoras de brindes e objetos personalizados, tamanho crescimento e demanda decorrente. Estas atendem desde uma pequena quantidade de personalização como, por exemplo, para um aniversário, personalizando canecas e chaveiros, como também atendem empresas que desejam presentear fornecedores e funcionários com brindes empresariais personalizados. , Veja alguns dos brindes mais utilizados, sejam por empresas de pessoas jurídica ou até mesmo por pessoa física, são respectivamente os brindes mais utilizados: canecas, canetas, copos, jarras, porta-lápis, risque rabisque, agendas com capaz gravadas, mouse pads, pen drives, espelhos portáteis, fones de ouvido, rótulos em vidros e embalagens, dentre outros.